Archive for março \27\UTC 2011

V ACAMPADENTRO
27/03/2011

A equipe responsável pelo Culto Infantil em nossa Comunidade convida para o V ACAMPADENTRO de crianças. O encontro será nos dias 09 e 10 de abril/2011 nas dependências das Comunidade. O início será às 9 horas  da manhã de sábado e o encerramento ao  meio dia de domingo . É admitida a presença de crianças que tenham entre 05 e  12 anos. A equipe organizadora solicita que os pais façam  a inscrição até o dia 06 de abril.

Queremos lembrar aos pais e mães que é de fundamental importância que as crianças cresçam também em espiritualidade.  Desejamos repetir o sucesso do encontro do ano passado e  animamos as crianças a virem para celebrar e se divertir.

IV ACAMPADENTRO/2010

Anúncios

Grupos de Estudo
18/03/2011

Os encontros dos Grupos de Estudos Bíblicos de nossa  Comunidade têm si muito especiais. Não somente pela boa presença numérica, mas, sobretudo, pela ativa participação nas reflexões. Aproximadamente um quinto de todos os membros da Comunidade participa em um ou outro destes grupos. Tenho experimentado muita alegria neste convívio. Aliás, é uma boa oportunidade de aprendizado.

Como são vários e diferentes os locais e horários dos encontros, certamente haverá um grupo no qual você, membro  que ainda não está inserido nesta atividade abençoada, poderá participar. Seja bem vindo.

Grupo Noturno/Sertão

Comunidade Aberta
18/03/2011

Culto em 2011

Movemo-nos num universo de Igrejas, denominações e seitas. Todas têm seguidores, defensores, erros e acertos. Neste horizonte há confusão, indiferença e fanatismo. Os indiferentes são os primeiros a criticar e os fanáticos os primeiros a excluir.
Como fica nossa Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Picada 48 Baixa neste quadro? Creio que, na média, nem num extremo nem noutro. Nem tão indiferentes e nem tão fanáticos. O problema do fanatismo é que ele nos turva o olhar.  
Nossa comunidade é aberta. A princípio não exclui ninguém e não deixa de acolher ninguém. Ainda assim,  de quando em quando, ouvimos pessoas reclamando da nossa hospitalidade evangélica. Eu considero lamentável que numa comunidade cristã se tenha este sentimento de titularidade exclusiva. Do tipo: eu sou sócio fundador e tenho mais direitos!   Basta lembrar o que Cristo disse aqueles que se consideravam “sócios honorários do Reino” (Mt 23; Lc 18.9-14). Ainda que ele  não tenha excluído, pessoas acabaram se afastando por lhes “pesar” a clareza e a radicalidade de sua proposta de amor.
Penso que nós podemos deixar claro que em nossa comunidade todos são bem vindos.  O que desejamos é que as pessoas conheçam o Evangelho e experimentem que são maravilhosamente abençoadas por Deus. É claro que o Evangelho traz consigo exigências. Também é fato que a Igreja (Instituição) tem regras. Sem isso e ainda que sejam as melhores as intenções, vira tudo uma grande bagunça.
A questão não é se somos melhores ou piores do que as pessoas de outras denominações. É fato que temos nossa luterana maneira de entender o Evangelho e é natural que haja quem não se agrade dela. Eu, contudo, creio que é uma boa maneira. Em nossa comunidade cresce o sentimento de acolher de braços abertos aqueles que nos procuram ou visitam.  Temos recebido dezenas de novos membros em nossa Comunidade e nos alegra poder falar-lhes do amor de Deus. Creio que  com este texto expresso não só minha opinião, mas a opinião de nosso presbitério. Que, aliás, tem se empenhado em acolher de braços abertos.

Amigo Vale Ouro
10/03/2011

Você nasce sem pedir e morre sem querer…
Por isso, aproveite o Intervalo SENDO FELIZ!!!
VOCÊ VALE OURO!

Amigo é coisa pra se guardar…

Um filho pergunta à mãe:
– Mãe, posso ir ao hospital ver meu amigo? Ele está doente!
– Claro, mas o que ele tem?
O filho, com a cabeça baixa, diz:
– Tumor no cérebro.
A mãe, furiosa, diz:
-E você quer ir lá para quê? Vê-lo morrer?
O filho lhe dá as costas e vai…
Horas depois ele volta vermelho de tanto chorar, dizendo:
– Ai mãe, foi tão horrível, ele morreu na minha frente!
A mãe, com raiva:
– E agora?! Tá feliz?! Valeu a pena ter visto aquela cena?!
Uma última lágrima cai de seus olhos e, acompanhado de um sorriso, ele diz:
– Muito, pois cheguei a tempo de vê-lo sorrir e dizer:
‘- EU TINHA CERTEZA QUE VOCÊ VINHA!’

Reiniciando
10/03/2011

Estão de volta os vários encontros nos diferentes grupos da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Picada 48 Baixa. Já reiniciaram os trabalhos da OASE, Os Grupos de Estudos Bíblicos, Ensino Confirmatório, Culto Infantil, Grupo de Canto e Grupo de Liturgia. Nos próximos dias ocorre também o primeiro encontro neste ano de Grupo de Apoio e Ajuda Mútua do Bairro Feldmann/Pedras de Areia. além disso, no sábado, iniciam os encontros da JE.

Damos a todos e a todas as melhores boas vindas. Caso você ainda não participa de nenhum destes grupos, sinta-se muito convidado/a. Por certo lhe fará bem e farás bem aos outros/as.

Grupo EB- Centrinho (09.03.11)

Confirmandos no início das atividades/2011

Grupo EB Capivarinha- 09.03.11

Grupo EB Capivarinha 09.03.11

Cuidar da Vida
03/03/2011

Há poucos dias refletíamos sobre o texto de Rm 12.9-21. Na oportunidade salientamos a importância do amor  incondicional. Amor como estilo de vida. Como fica este texto à luz do que acontece nas estradas?

Nestes dias a mídia tem se ocupado com o atropelamento de ciclistas ocorrido no último dia 25 de fevereiro na Cidade Baixa em Porto Alegre. Fato divulgado inclusive em sítios da Alemanha. Não tenho outras informações além daquelas veiculadas pela mídia, mas é público que o evento está sendo tratado como crime e não como acidente.

Seja como for, nos faz pensar. Infelizmente em muitos casos o carro ou a moto são utilizados como arma. Aliás, a arma mais letal de nossos dias.  É necessário dizer que a culpa não é do veículo, mas da maneira de como o conduzimos.

Creio que o problema não é a imperícia, mas a imprudência. Penso que não dirigimos mal. Comportamo-nos mal ao volante. Saliento que temos alguns vícios.

Andamos “colados” à placa traseira do carro que vai à frente. Isto explica os muitos engavetamentos. Aqui perto, próximo ao acesso à Ivoti na BR 116, bateram vários automóveis no começo desta semana. Questionei um condutor e ele me disse: “não dá pra deixar espaço, pois sempre vem um esperto e ultrapassa”. Seria triste se a tal ultrapassagem fosse algo tão extraordinário. É que tem gente que se sente diminuído quando é ultrapassado. Espertos, preferem correr risco.

Outro vício é a ultrapassagem indevida. Vejo motorista andando a dois metros de um caminhão e,  sem mais sem menos e sem ver nada, bota do lado e vai. Quando tem sorte não vem ninguém. Quando vem, aproveita e detona com sua família e com outra que vem pela frente. Outro dia um destes motoristas ultrapassava uma carreta quando veio outra. Foi por pouco e o caminhão que vinha pela frente não fez nenhuma menção de “tirar”,  ainda que pudesse tê-lo feito.

Outra dia perguntei a uma condutora que ultrapassou numa curva apertadíssima qual era o motivo de sua pressa. Ela disse: “estava com pressa”! O que é melhor? Correr o risco de bater de frente ou chegar um pouco mais tarde??

Um super vício: Bebedeira e volante é beberagem completa e não merece nem comentário. Além disso, tem o excesso de velocidade, furar sinal vermelho, dirigir falando ao celular, a prepotência, a ultrapassagem pela esquerda, pelo acostamento e a impunidade. Contudo, por maior que seja a impunidade, sempre é melhor considerar a possibilidade de umas semanas (meses ou anos de cadeia) e com o triste fim de familiares que amamos. A vida pode mudar muito (pra pior) de um descuido para outro.

A questão é: nosso jeito de conduzir mostra em parte como somos. Por vezes mal educados, impacientes, insensíveis, suicidas. Quando o assunto é trânsito, de amor não se pode falar muito.  Claro, muitos não agem assim. Ainda bem, pois já é grande o estrago que estes outros causam. Pense um pouco sobre isso.